quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Feliz Ano Velho e um Ano Novo Mais Feliz Ainda.

O ano está no fim
Mais um ciclo encerrado
Agradeço a Deus por ter uma mãe maravilhosa
Por ter um amor que eu amo mais que tudo
Por ter saúde
Por ter família, irmãs, sobrinhos e até cunhados
Por ter duas cachorrinhas
Que são as coisas mais lindas do mundo
Por ter um pai que mesmo ausente é mais que presente
Por ter amigos por perto
Longe, virtuais, os que se foram e os demais
Por ter força e coragem
Para recomeçar se preciso
Por ter tempo para ouvir uma música
E beber um vinho com a minha branquela
Por ter um carro para passear por aí
E descobrir novas paisagens
Enfim,
Por ter tido um ano bom que agora fica para trás
E outro pela frente que promete ser melhor ainda
Como diziam os Ramones:
"- Hey, ho. Let´s go."

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Natal.

É natal
Sempre lembro dos Beatles
E da Simone.
Mas as músicas que realmente me marcaram
Foram as do Djavan.
Quando meu pai era vivo e minhas irmãs solteiras
Fazíamos uma farra e tanto no natal.
Eu era moleque.
Minha mãe ficava intertida o dia todo com os preparativos.
Eu ficava na rua soltinho na bagunça.
E quando anoitecia, tomava banho, vestia a roupa nova
E esperava as visitas na varanda.
Meu pai colocava os sofás e a vitrola na varanda.
Aquela mesa enorme e recheada bem no meio.
Sempre tocava Djavan, o disco Luz.
Como marcou.
Aqueles natais povoam a minha cabeça
E o meu coração.
Ô saudade.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Drops de Primavera I

O meu e o seu
O sal e o limão
Cadê o nosso?
Cadê a tequila?
Sorria
Somos nós e somos sós
Somos mais
Somos sóis!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Meu Aniversário II

Um amigão meu escreveu isso no meu aniversário de vinte e poucos anos. Foi um presentão.

Valeu Mauro Galvão!!!

"Já houve no mundo o homem perfeito
Outros nem tanto
Alguns meio termo
O verdadeiro, é só o cara.

Viva, e faça viver
Ilumine, e faça a luz
Cuide, e saiba, e se deixe cuidar
Espere, e saiba esperar
Namore, e tente casar
Tente, e não se deixe tentar
E que a vida te deixe amar."

                                             26/11/1999.

domingo, 21 de novembro de 2010

Meu aniversário I

Chegamos finalmente a semana do meu aniversário, 35 anos. Começaram a surgir alguns fios de cabelos brancos e reagi assim dessa maneira:
Fazer o quê?

Vamos agitar porque a vida é curta!!!!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Crise

A crise chegou à minha cabeça
Esqueci nomes, tarefas e pessoas
Me envergonhei, mas depois esqueci.

Pensei ter pirado...

Nem liguei!

Segui em frente
Tentando lembrar o que realmente importa
Vou desligar, me tirar da tomada
Andar descalço
Vou pra Ilha Grande

Que faça Sol.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Hoje

Já que o dia amanheceu nublado
Comemos um girassol no café da manhã
A manhã é turva, é única, é breve
Zé Ramalho canta Stones, espanta
Dust n' bones, Axl Rose, Angelina Jolie
É sexta-feira, beira a loucura
Sã... E salva
No almoço, chiclete, cigarro e água com gás
Gás neon, pra iluminar a escuridão do meio dia
Com sol a pique, fritando o couro cabeludo
Nem tão cabeludo assim
Vamos em fronte, rumo ao desconocido
Des o quê?
A tarde promete
Promete ser longa e tediosa
Sempre assim
Suflair, café e água mineral
Chega noite, chega
Chega de trabalhar
Vou pra noite, tudo vai rolar
Barão, cerveja, dunhill verde
Sábado eterno, domingo de sol
E a segunda-feira?
Devidamente enforcada
Esquartejada e incinerada
Bom final de semana
Let's enjoy.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Eleições 2010.

Deveriam rever

O modelo atual

Da campanha eleitoral

Hoje, nitidamente

A cidade está mais limpa

E muito mais agradável

A campanha se tornou

Um verdadeiro LIXO.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Eleições 2010.

Eleição virou sinônimo de poluição
Poluição visual
Poluição sonora
Sujeira nas ruas
É galhardete para todos os lados
É carro de som atropelando
Os ouvidos alheios
E panfletagem...
"Putaqueopariu"
Como se já não bastasse
A galera do "dinheiro já".
Tô começando a achar
Que dos males
O Tiririca é só o mais feio

Que saudade do Macaco Tião!!!

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Sorri quando ouvi Rita Lee
Lembrei do teu sorriso
E do teu cheiro doce

O tempo passa
A vida passa
Muita coisa passa

Tem coisa que fica

Você sabe
Eu sei.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Oração do Contador

Hoje é o dia do Contador, e como esse é o meu ofício segue a nossa oração:

"Sistema Contábil que estais no computador



carregado seja o vosso programa


venha a vós o vosso balancete


seja gerada a ficha de lançamento


assim no diário como no razão


a contrapartida nossa de cada dia nos daí hoje


perdoai os nossos estornos


assim como nós perdoamos quando há diferenças


não nos deixar cair em auditoria


e livrai-nos da fiscalização


Amém"

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Aniversário do meu pai.


"Mais um ano que se passa
Mais um ano sem você
Já não tenho a mesma idade
Envelheço na cidade"


14 anos de ausência
Presença constante
A saudade não passa

Meu melhor amigo
Meu velho
Meu PAI


"Qualquer dia, amigo, a gente
vai se encontrar"

Qualquer dia!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Música

Quando ouço a voz da Kate Pierson
Ouço a voz de uma mulher legal

Quando ouço Raul Seixas
Ouço a síntese da loucura de todo o rock

Quando ouço a voz do Robert Plant
Ouço a saudade minha de uma adolescência feliz

Quando ouço a Madonna
Ouço com os olhos, com os sentidos

Quando ouço o Rappa
Ouço com uma caipvodka na mão

Quando ouço...
Ouço
Vejo
Sinto
Acho
Esqueço
A música é estrada
Te leva
Te traz
Pra onde?

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Olhos

Olho de gata


Olho de hórus


Olho de peixe morto


Olho puxado


Olho grande



Olho triste



Olho sensual



Olho vermelho



Para onde olham?

O que procuram?

O que vêem?

Olhos que brilham

Olhos teus

Me olha.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A plantinha


Era uma vez uma plantinha
Muito bonitinha
Coloridinha
Cheia de florzinha.
Ela vivia feliz da vida lá no mato
Até que a colheram
E a colocaram a venda.

Uma menininha muito bonitinha
Se apaixonou por ela
Comprou e a levou para seu escritório
Foi aí que tudo virou um inferno
Na vida da plantinha
Primeiro teve que conviver
Com os gritos da chefe do escritório
Depois com as fofocas das funcionárias
E os comentários idiotas dos funcionários
Como se já não bastasse
O ar condicionado quebrou
E um calor do cacete tomou conta de tudo
A menininha nada fez
E a nossa querida plantinha
Secou
Numa janela da Avenida Rio Branco
Fique com Deus plantinha
Com você morreram muitas cores
E tenha certeza
O inferno é aqui.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Cheirando Vetiver

Cortar o cabelo
Dar uma volta no centro
Chutei o chão ao mirar uma lata
Que vento frio!
Comer sanduiche de sardinha
Ver o por-do sol num dia cinza
Hoje eu acordei mais cedo
Dei de cara com um panda imaginário
Sonhar acordado
Pegar um ônibus lotado na hora do rush
Roll The Bones no último ouvido
Os demais se perderam na jornada
Evitando a conversa insípida
De duas mulheres ao meu lado
Elas são feias
Tô endiabrado!
Correr na rua Conde de Bonfim
Ser abordado por um policial
E confundido com um traficantezinho
"-Tô fazendo cooper, olha o meu "naique"."
"-Isso é tênis de vapor, perdeu prayboy."
"-Foi mal, pensei que fosse de lona, fui enganado."
Grampear a cabeça de vento
Dar um soco no ar rarefeito
Elas não param de falar
Descontrole like Ian Curtis
Comer molho a campanha com azia
Na Asia Central
Ou na Central do Brasil
É legal pra caralho
Mas não adianta
Não vou fazer a barba
Quem sabe sou eu!!!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Parabéns!!!


Minha Branquelinha

Que nesta data "histórica"

Todos os anjos lhe sorriam

Toda a luz te ilumine

Todo o bem te envolva

E todo o amor caia sobre você

Sou muito grato por fazer

Da sua vida

Então te dou os parabéns

Pelo seu aniversário

Junto com o meu coração.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O Cisne Branco

Hoje eu acordei com uma saudade imensa do meu pai e resolvi postar o hino da Marinha do Brasil, cuja farda ele honrou por trinta anos servindo à Aviação Naval. Sempre me emociono quando ouço, pois lembro dele chegando em casa depois de mais um dia de trabalho com um sorriso no rosto. Fica com Deus meu pai.


O Cisne Branco

"Qual cisne branco que em noite de lua



Vai deslizando num lago azul.


                                
O meu navio também flutua                              


Nos verdes mares de Norte a Sul.






Linda galera que em noite apagada


Vai navegando num mar imenso


Nos traz saudades da terra amada


Da Pátria minha em que tanto penso.






Qual linda garça que aí vai cortando os ares


Vai navegando


Sob um belo céu de anil


Minha galera


Também vai cortando os mares


Os verdes mares,


Os mares verdes do Brasil.






Quanta alegria nos traz a volta


À nossa Pátria do coração


Dada por finda a nossa derrota


Temos cumprido nossa missão."



segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Poesia de Contador

Lágrimas neste momento



Não valem de nada


Não se volta atrás


Aqui não tem flash-back


O imposto já foi pago


Não existe restituição


Não adianta reclamar


As declarações foram entregues


A Receita vai te pegar


Com todos os seus dentes


Afiados e brilhantes


O fim está próximo


Cadê o meu remédio


As pernas estão dormentes


Socorro


O coração para


Na hora que se apura a multa


Muitos dígitos


Morri


Graças a Deus.



segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Saudade do meu pai.

Onde está você
Que não me procura
Por onde você anda
Que não te encontro
Eu olho para o céu
Pensando te encontrar
Durma para sonhar
Pra contigo falar
Toda noite falo contigo
Mas você não responde
Sei que olhas por mim
E de mim tomas conta
Mas eu preciso da tua presença
E até morreria
Se a certeza tivesse
Que iria te encontrar
Eu queria te falar muita coisa
Coisas que nunca tive coragem
Talvez por vergonha
E não por falta de vontade
Meu pai, eu te amo
E sempre te admirei
E também tento
Seguir os seu passos
Mas o problema
É que você era perfeito demais.

                                                24/03/1997.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

LISTA I

Dez frases tiradas de músicas nacionais:

"... Não tenho gasolina, também não tenho carro..."

"... Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."

"... Eu te odiei uns dias, eu quis te matar..."

"... Me embriaguei e acabei num bordel..."

"... Se insisto em te procurar ou se tento te esquecer..."

"... Por que temer viver só, já que morremos sozinhos..."

"... Estou desempregado, um vagabundo dormindo no seu coração..."

"... Você tem exatamente um segundo pra aprender a me amar..."

"... Você me ligou naquela tarde vazia e me valeu o dia..."

"... Não tenho dúvidas que com você daria certo..."

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Um passeio de trem da Central do Brasil até Realengo

Cada bairro uma característica, ou nenhuma em especial. Embarquem com a imaginação, sem preconceitos, sem amarras e sem medos.



1 ) Central do Brasil


Música do disco Dois da Legião Urbana


2 ) Praça da Bandeira


Minha casa, meu aquário


3) São Cristóvão


Santo protetor dos motoristas


4) Maracanã


O grandessíssimo palco do meu Flamengo


5) Mangueira


A estação primeira verde e rosa


6) São Francisco Xavier


Onde meus pais se conheceram


7) Riachuelo


Nada a ver com a rua de mesmo nome


8) Sampaio


Me lembra amigos ausentes no dia-a-dia


9) Engenho Novo


Terra de Marcelo Falcão


10) Méier


Quem mora no “Méia” não “bobéia”


11) Engenho de Dentro


Quem não saltar agora, só...


12) Piedade


Pra essa gente careta e covarde


13) Quintino


Terra de Zico, Rei da Nação


14) Cascadura


Tanto bate até que fura


15) Madureira


Churrasquinho de gato com o Muriço e o Velha guarda


16) Oswaldo Cruz


Passagem


17) Bento Ribeiro


Ronaldo Fenômeno, Leon Denis


18) Marechal Hermes


Cachorro quente, pipoca com bacon


19) Deodoro


Integração aporrinhação


20) Vila Militar


Desnecessária na hora do rush


21) Magalhães Bastos


A eterna vizinha de Realengo


22) Finalmente Realengo


Minha infância, meus amigos


Cantada por Benjor, por Gil


Estação dos malucos beleza


Do futebol, do samba, do rock Brasil


Do calor e do frio exagerados


De Nossa Senhora da Conceição


De São José Operário


Do Engenho da Família Real


Do João

quarta-feira, 28 de julho de 2010

FUZ IV

Outra tarde de julho

Poluída
De carro vou embora
Agora
Navegando entre sonhos
Viagens
Etílicas, alucinógenas
Irreais
A mesma música ao fundo
Sempre
Embora não seja a mesma
O quê?
O mesmo cheiro doce
Hoje
A mesma paisagem
Melancólica
Há muito não nos vemos
Segundos, séculos
Saudade das crianças
Da minha infância
Almofadas de pescoço
Almoço
Caminhos infinitos
Mas com validade
Esculturas de capim
Jamais feitas
Jamais desfeitas
É quarta-feira
Beira a loucura
Pura
Destilada
Que cilada
Que coisa
Afoita
Noite
Afora
Fora
Fuz
Fim.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Manhã de sol

Manhã de sol
Domingo
Tem feira, tem futebol
Tem almoço na casa da mãe
Não é Joana, é RITA
Também tem almoço
Em Vila Isabel
Já foi com "z"
Tem SPF de manhã
Tem Flamengo de tarde
Tem sol
E estamos no inverno
Tem esperança
Tem missa
Tem baile funk
Tem os amigos
Tem os amores
Tem você
Tem eu
Tem tudo
De bom.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Manhã de chuva

Manhã de chuva                                                     


Manhã turva
Sem graça

Qual o critério utilizado pela chuva?


Chove quando estamos tristes?


Quando estamos sem grana?


Quando temos pressa?


Não!!!


Chove quando tem que chover


Também chove quando fazemos amor


Nas manhãs de domingo sem compromissos


Chove para florescer


Para refrescar


Para ter desculpas


Simplesmente para se molhar


Uma vez disse Benjor:


“-Chove chuva, chove sem parar...”


Então que chova


Fiquemos felizes.



segunda-feira, 12 de julho de 2010

FUZ III

Vamos assistir um filme
Com fundo azul
Beber limonada gelada
E andar descalços
Vamos anoitecer na praia
Ou amanhecer, tanto faz
Venha comigo
Ouvir uma música legal
Venha correr da chuva de verão
Ou não
Durma comigo e sonhe acordada
Tá na hora de passear no parque
Suje a minha camisa de batom
Vou te escrever uma poesia
Com tinta, tinta, tinta
Sem melodia
Mas com queijo, com beijo
Eu vejo
Vejo
Você.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

O polvo, a jabulani e o rock.

A voz do polvo é a voz de Deus
Isso foi provado na copa de 2010
Jabulani, na verdade, era apenas um instrumento
De castigo contra os soberbos
Esse ano foi o da caça
O rock seca, como provou o Mick Jagger
Aliás, o rock não errou
Como disse Lobão
Levou Ezequiel 20 anos após Cazuza
Exatos

O mundo não ficou mais triste
Nem mais chato
Sabonete líquido para as mãos
Rock para o fígado
E bola sinistra na cabeça.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Eu avisei.

http://opiniaodojoao.blog.terra.com.br/2008/08/

Meus amigos, em 2008 postei no meu antigo blog um desabafo contra o Dunga, como nínguém da CBF me ouviu, acabamos onde acabamos. Segue:


"Pra começar sou brasileiro, boleiro e anti-Argentina. É melhor deixar logo isso claro antes que me crucifiquem.



O caso é o seguinte: Argentina 3 x 0 Brasil.

Gostei desse resutado. E não estou louco.

Se o Brasil vencesse hoje, iria pra final com tudo e ganharia o ouro, todos os problemas seriam esquecidos, e o pior, o Dunga entraria pra história da seleção brasileira como o técnico que ganhou a única medalha de ouro em olimpíadas, logo ele que teima em "inventar" jogadores e vem amargando péssimos resultados seguidos.

Agora imaginem a marra com que o cidadão ficaria, imaginem o risco que correríamos nas eliminatórias da copa do mundo. Vale lembrar que se as eliminatórias terminassem hoje, teríamos que disputar uma vaga na repescagem contra uma seleção da Oceania.

Confesso que já estou acostumado com decepções em olimpíadas, mas ficar fora de uma copa do mundo seria um crime contra o povo brasileiro.






Vai pra casa Dunga, e não se engane, até o Zé do Carmo seria campeão do mundo em 1994 com aquele grupo."

terça-feira, 29 de junho de 2010

Branquinha.

Coisinha branca
Que chegaste encardidinha
E tomaste de assalto
Os nossos corações
Seu sorriso incompleto
E seu trote feliz
Nos tornam melhores
Você alegra os nossos dias
Aquece os nossos corações
Ô, coisinha branca
Você não merece passar
O que passou
Você merece o paraíso
Cheio de biscrocks
E muito carinho
Nenhuma pulga
Ou carrapato
Coisinha branca
Você é demais
Doce demais
Carinhosa demais
Simplesmente demais.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Minha Leoa

Sejas tu a minha Leoa
E serei eu o teu domador
E se o circo não pegar fogo
Incendiaremos nós
O mundo
Com o ardor
Da chama
De nosso prazer. 

terça-feira, 22 de junho de 2010

Inverno

O Inverno
Chegou.
E as folhas
Caíram.
A temperatura
Também caiu.
Quero ver
Você.
E
Me aquecer.
E
Te aquecer.
E sumir
Com você.